Sargento PM Pedraza não aceita imposição ilegal e na qualidade de Presidente da APM/CTPM-1, recorre à Justiça, através da Assessoria Juridica, para garantir Direitos de Publicações dos atos praticados pela Associação de Pais e Mestres do Colégio Tiradentes.

Parecer do Ministério Público favorável à APM.

Parecer MP

(sobre Direção tentar impedir “postagens” de prestação de contas na página do Facebook da APM)

Infelizmente, fomos impedidos de postar prestação de contas, informações sobre atos relacionados à Comunidade Escolar sob coação de Prisão por Crime de Desobediência, além de responsabilidade administrativa.

Recorremos à Justiça para garantia de nossos direitos de representação da APM/CTPM-1.

Entidade privada e que nasceu juntamente com o Colégio Tiradentes da PMRO. Funcionando há quase três décadas no local, onde sempre foi o grande apoio logístico ao Colégio, conforme previsto na Lei 3161.

Muitos fatos fiscalizados por nós, estão em fase de apuração judicial. A APM incomoda? Ser transparente perturba? Mas por qual motivo?
Não entendemos ainda o motivo de não podermos trabalhar juntos e coesos, pois queremos o melhor. Unidos e trabalhando claramente e legalmente, os benefícios seriam imensos aos nossos filhos.

Não deixaremos de fazer nossas funções em prol da escola.

Não acataremos ordens ilegais ou abusos, contra o que rege as leis em vigor.

Estamos à disposição dos nossos associados, que sempre incentivando a paz e harmonia, apoiam nossos trabalhos à frente da APM-1.

Sargento PM Pedraza e Equipe

Deixe uma resposta